Acesso à informação

blog-diplomacia-publica-fundo-escuro

A necessidade de reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas

Praia do Forte, 26 de abril de 2013

 

  1. Nota conceitual do Seminário
  2. Relato do Seminário
  3. Discurso da Embaixadora Vera Lúcia Barrouin Crivano Machado (Abertura do seminário)
  4. Discurso do Embaixador Everton Vieira Vargas (Abertura do painel sobre o papel da sociedade civil)

 

Durante a Reunião Ministerial do G-4 de setembro de 2012, realizada à margem da abertura da 67ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, os Chanceleres do Brasil, da Alemanha, da Índia e do Japão discutiram a necessidade de maior envolvimento da sociedade civil, da imprensa e de universidades no debate acerca da reforma do Conselho de Segurança e concordaram que o G-4 deveria buscar maior diálogo com esses atores. Nesse contexto, foi bem acolhida proposta do Brasil de organizar seminário, com vistas a ampliar o debate sobre a urgência e a inevitabilidade da reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Em seguimento, realizou-se na Praia do Forte, na Bahia, no dia 26 de abril de 2013, com o apoio da Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG), o seminário "Atuais Desafios à Paz e à Segurança Internacionais: a Necessidade de Reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas". O evento contou com a participação do Facilitador para as Negociações Intergovernamentais sobre Reforma do CSNU, Embaixador Zahir Tanin (Representante Permanente do Afeganistão junto às Nações Unidas), de representantes governamentais dos países do G-4, da África do Sul, da Guatemala e de Serra Leoa, além de representantes de centros de pesquisa, universidades, sociedade civil e imprensa de diferentes regiões do mundo. Participaram também Embaixadores brasileiros convidados para estimular os debates.

A iniciativa da Chancelaria brasileira foi motivada pela percepção de que os Governos devem buscar maior diálogo com a opinião pública e promover maior conscientização quanto ao imperativo de atualização da governança global em paz e segurança como elemento essencial ao adequado tratamento dos desafios contemporâneos nessa matéria.

O seminário contribuiu para realçar junto à sociedade civil a percepção de relevância da reforma das instâncias globais institucionalmente encarregadas da manutenção da paz e da segurança internacionais, ao passo que trouxe ao processo de discussão sobre a reforma perspectiva renovada e mais sensível e em sintonia com a realidade externa aos foros de discussão intergovernamental.


Acesso à informação

logo-gov-brasil